www.radartutorial.eu www.radartutorial.eu Noções básicas de radar

AN/SPS-6

Descrição do conjunto de radares, características técnico-táticas

Figura 1: A antena AS430 do radar AN/SPS-6B (1952)

Figura 1: A antena AS430 do radar AN/SPS-6B (1952)

Especificações Técnicas
Banda da frequência: 1 250 … 1 350 MHz
(bande L)
Intervalo de repetição
de pulsos (PRT):
Freqüência de repetição
de impulsos (PRF)
:
150 ou 600 Hz
Largura de pulso (τ): 4 ou 1 µs
Período de recepção:
Período de descanso:
Potência de pico: 500 … 750 kW
Potência média:
Alcance instrumentado:
Resolução da distância:
Precisão:
Largura do feixe: 3,5°
Número de impulsos recebidos:
Velocidade de
rotação da antena:
2,5; 5 … 15 min⁻¹
MTBCF:
MTTR:

AN/SPS-6

O radar AN/SPS-6 foi desenvolvido para uso em navios e pode exibir o ângulo lateral e o alcance dos alvos nos escopos PPI e o alcance em um escopo A. Este aparelho foi utilizado principalmente em navios de guerra para detectar aeronaves que se aproximavam. Tem um desempenho inferior para o reconhecimento de alvos marítimos, pois o padrão da antena foi otimizado para alvos aéreos. O AN/SPS-6, AN/SPS-6A e AN/SPS-6B têm basicamente o mesmo design. A AN/SPS-6 usa a antena AS102, a AN/SPS-6A a antena AS429 e a AN/SPS-6C e as variantes subseqüentes a antena AS430. As diferenças estão apenas no ângulo de abertura vertical das antenas. O AN/SPS-6C também usa um bloco de controle modificado para a antena.

A antena AS430 (ver figura 1) usou um refletor parabólico que tinha um defletor de vento na parte de trás. O refletor forneceu um padrão quadrangular cosecântico que foi eficaz até um ângulo de elevação de 30°. Um radiador de buzina com dois níveis diferentes de abertura do radiador transmitiu e recebeu tanto sinais de radar primários como secundários.

As primeiras unidades foram produzidas a partir de 1947 e logo foram substituídas pelas versões 6A e 6B. As versões 6C e 6D foram introduzidas em 1951, o último modelo 6E em 1964.