www.radartutorial.eu www.radartutorial.eu Noções básicas de radar

PRV-10 “Rock Cake”

Descrição do conjunto de radares, características técnico-táticas
Modellfoto PRW-10

Figura 1: Foto modelo PRV-10
(Foto cortesia do Museu de História Militar das Forças Armadas Alemãs em Dresden).

Especificações Técnicas
Banda da frequência: bande E
Intervalo de repetição
de pulsos (PRT):
Freqüência de repetição
de impulsos (PRF)
:
Largura de pulso (τ): 2,7 … 3,2 µs
Período de recepção:
Período de descanso:
Potência de pico: 1,8 … 2 MW
Potência média:
Alcance instrumentado: 300 km
Resolução da distância: 3 km
Precisão:
Largura do feixe: β= 3°… 5°;ε= 1°
Número de impulsos recebidos:
Velocidade de
rotação da antena:
MTBCF:
MTTR:

PRV-10 “Rock Cake”

PRV-10 „Konus“ (Designador russo: 1RL12; Cirílico: 1РЛ12 «Конус»; designação NATO: „Rock Cake“; nome é a abreviação de „podvizhnyy radiovysotomer“, Cirílico: «Подвижный РадиоВысотомер», ПРВ). O PRV-10 foi o primeiro rádio altímetro produzido pela União Soviética desenvolvido em uma versão móvel baseada no altímetro do protótipo do radar Topol-2. Em sua capacidade como altímetro de rádio, ele foi concebido como um dispositivo auxiliar para várias estações de radar de reconhecimento. A altitude máxima de vôo mensurável era de 34 000 m.

Em 1956 foi colocado em serviço nos países do antigo Pacto de Varsóvia e em 1957 foi modernizado para uma possível operação setorial. Após a modernização para o PRV-10M, a aparência do refletor da antena mudou um pouco. A maior fraqueza do PRV-10 foi sua falta de imunidade a interferências. Esteve provavelmente em serviço até 1975 e foi substituído pelo PRV-11.

Galeria de fotos PRV-10

Figura 2: Antenas Yagi da P-8 (mastro direito) com o radar secundário Kremnij-1 (mastro esquerdo) centro: um PRV-10

Figura 3: PRV-10M no Museu de Defesa Aérea em Zarya, perto de Moscou