www.radartutorial.eu www.radartutorial.eu Noções básicas de radar

OSWIN

Descrição do conjunto de radares, características técnico-táticas

Figura 1: Imagem panorâmica do campo da antena em Kühlungsborn, Alemanha
(54°07'05.82" N   11°46'08.63" W)
(© 2014 Leibniz-Institut für Atmosphärenphysik)

Figura 1: Imagem panorâmica do campo da antena em Kühlungsborn, Alemanha
(54°07'05.82" N   11°46'08.63" E)
(© 2014 Leibniz-Institut für Atmosphärenphysik)

Especificações Técnicas
Banda da frequência: 53,5 MHz
Intervalo de repetição
de pulsos (PRT):
Freqüência de repetição
de impulsos (PRF)
:
< 50 kHz
Largura de pulso (τ): 1 … 32 µs
Período de recepção:
Período de descanso:
Potência de pico: 90 kW
Potência média: 4,5 W
Gama de alturas: (0,4) 1 … 18 km
(65 … 95 km)
Resolução da distância: 150 m, 300 m,
600 m, 1000 m
Precisão:
Largura do feixe:
Número de impulsos recebidos:
Velocidade de
rotação da antena
:
MTBCF:
MTTR:

OSWIN

OSWIN (Ostsee-Wind-Radar) é um radar VHF para investigar a alta atmosfera, instalado e operado pelo Instituto de Física Atmosférica em Kühlungsborn. Foi colocado em funcionamento no verão de 1999. O radar opera de forma totalmente automática e gera perfis de altura do vetor de vento 3D e refletividade.

A antena é uma matriz de antenas em fase que consiste inicialmente de 144 antenas Yagi individuais com 4 elementos cada. Elas foram dispostas em grupos quadrados de 4 antenas individuais cada uma. As linhas de alimentação para as antenas têm todas o mesmo comprimento. Para a recepção, 6 canais de recepção reconfiguráveis de forma independente estão disponíveis. Através da mudança de fase dos seis grupos de antenas, é possível girar o diagrama direcional em três ângulos zenitais (7°, 13°, 20°) em cada uma das quatro direções cardinais: norte, sul, leste e oeste.

Após uma renovação do conjunto de antenas na primavera de 2014, este conjunto agora consiste de apenas 133 antenas Yagian com três elementos cada, dispostas em uma estrutura hexagonal. Atualmente estão agrupadas em 19 grupos de antenas de 7 antenas individuais cada. Os canais de recepção devem ser gradualmente expandidos de 6 para 19 para um número de 133 para permitir uma formação digital do diagrama da antena. Ao lado do conjunto de antenas está um recipiente com a eletrônica do canal de recepção (emoldurado em verde na Fig. 2).

Fonte:

Galeria de fotos OSWIN

Figura 2: Estrutura hexagonal: 3 grupos cada um são atualmente combinados para um canal de recepção.