www.radartutorial.eu www.radartutorial.eu Noções básicas de radar

Variant

Descrição do conjunto de radares, características técnico-táticas
Variant antenna
(Clique para ampliar: 500·465px = 45 kByte

Figura 1: Suporte de teste da antena Variant.

Especificações Técnicas
Banda da frequência: bande I y G
Intervalo de repetição
de pulsos (PRT):
Freqüência de repetição
de impulsos (PRF)
:
3 … 9 kHz
Largura de pulso (τ): 4,5 / 12,8 / 16 µs
Período de recepção:
Período de descanso:
Potência de pico:
Potência média: 200 W
Alcante maximo: 60 km, 70 km
Resolução da distância:
Precisão:
Largura do feixe em azimute: 1,2° … 1,8
Número de impulsos recebidos:
Velocidade de
rotação da antena:
14 ou 28 min⁻¹
MTBCF:
MTTR:

Variant

O Variant é um radar de reconhecimento 2D e atribuição de alvos. Sua principal função é a atribuição automática muito rápida de alvos para os sistemas de armas. Tanto os alvos aéreos quanto os marítimos são processados simultaneamente. Variant é um radar de banda dupla, operando tanto na banda I como na banda G. Seu sinal de transmissão totalmente coerente permite Doppler de pulso para uma ótima supressão do mar e de alvos fixos com boa percepção dos alvos aéreos. O processamento digital do sinal controla a aquisição e o rastreamento do alvo de forma totalmente automática, ou seja, completamente sem a necessidade de intervenção manual do operador.

A faixa de freqüência de duas bandas (ou seja, uma oitava inteira!) e a agilidade de freqüência dão ao radar excelentes capacidades anti-empastelamento, tornando muito difícil a detecção (radar LPI). Se todos os outros sensores de radar do navio estiverem desligados e a Variant operar sozinha, o navio não poderá ser reconfigurado por aeronaves de reconhecimento passivo estrangeiras. O consumo de energia muito baixo, seu peso leve e design compacto tornam o sistema útil para barcos de patrulha rápida ou embarcações menores similares.

A Variant é baseada em uma antena com um ângulo de feixe horizontal de 1,8° e um ângulo de feixe vertical de 14°. O estágio de saída do transmissor é um tubo de onda móvel com uma potência de onda contínua de 200 W. O sinal é processado por um processador de sinal digital. O processamento de sinais passa por compressão digital de pulso, análise rápida de Fourier, processamento digital de alvo e rastreamento automático de alvo. O alcance contra um alvo aéreo típico é dado como cerca de 30 km na banda G e 28 km na banda I.