www.radartutorial.eu www.radartutorial.eu Noções básicas de radar

AN/TPY-2

Descrição do conjunto de radares, características técnico-táticas

Figura 1: AN/TPY-2 Terminal High Altitude Area Defense (THAAD) Radar

Figura 1: Radar AN/TPY-2 THAAD
(Fonte: www.mda.mil)

Especificações Técnicas
Banda da frequência: 8,55 … 10 GHz
(bande X)
Intervalo de repetição
de pulsos (PRT):
Freqüência de repetição
de impulsos (PRF)
:
Largura de pulso (τ):
Período de recepção:
Período de descanso:
Potência de pico:
Potência média:
Alcante maximo: 1000 km
Resolução da distância:
Precisão:
Largura do feixe em azimute:
Número de impulsos recebidos:
Velocidade de
rotação da antena:
MTBCF:
MTTR:

AN/TPY-2

Com base na experiência adquirida na construção de sua „família de radares” de Banda X, a Raytheon projetou o radar AN/TPY-2 para o Sistema de Defesa contra Mísseis Balísticos e o sistema de armamento Terminal de Defesa de Área de Alta Altitude (THAAD). O AN/TPY-2 é um sistema de radar portátil de alto desempenho, projetado para detectar, rastrear e identificar mísseis balísticos e detectar ataques de mísseis a longo alcance e em altitudes muito elevadas, mesmo no espaço interestelar. O radar desempenha um papel importante no escudo de defesa antimísseis para a proteção dos Estados Unidos e seus aliados contra a ameaça dos mísseis balísticos e assegura a detecção precoce e a capacidade de agir mais eficientemente contra os mísseis que chegam.

O AN/TPY-2 foi concebido para duas missões:

O radar é composto por uma antena de banda larga de phased array ativo com uma área total de 9,2 m2 montada em um reboque. A antena contém 72 módulos transmissor/receptor em tecnologia de semicondutores, que fornecem um total de 25 344 elementos de antena. A direção e a forma do padrão da antena é processada digitalmente por um processador de formação de feixe. O pulso de transmissão é um sinal modulado internamente em frequência linear.

A operação da antena é suportada por um componente eletrônico e um sistema de resfriamento externo. O componente eletrônico contém o controle do sistema, bem como os processadores de sinais de radar com software adaptado para diferentes modos de radar, tais como busca de alvo e escolta de mísseis balísticos na fase de lançamento e a transição para a fase de meio de vôo. Os cabos de fibra óptica são utilizados para ligação e comunicação de dados. O radar e seus componentes consomem uma potência total de 2,1 MW durante as operações de combate.

O sistema de radar AN/TPY-2 inclui os seguintes elementos:

  1. a antena phased array;
  2. a componente electrónica;
  3. um componente de fornecimento de energia;
  4. o sistema de arrefecimento externo para a antena activa; e
  5. o local de trabalho dos operadores com os consoles de controle de incêndio, manutenção e comunicação (com sua própria fonte de alimentação).

O sistema de radar AN/TPY-2 é transportável por via aérea por até cinco aeronaves de transporte C-17 „Herkules”. O radar já deu provas na prática e está estacionado nos EUA, Israel e Japão.

Figura 2: Vista interior de uma das duas Estações Tácticas de Combate (TOS) para controlo e comunicação de incêndios
(Fuente: www.mda.mil)

Figura 3: Posição THAAD

Figura 3: Posição THAAD


Sponsors: