www.radartutorial.eu www.radartutorial.eu Noções básicas de radar

TRS-2215

Descrição do conjunto de radares, características técnico-táticas
TRS-2215
(Clique para ampliar: 410·480px = 62 kByte

Figura 1: Thomson TRS-2215

Especificações Técnicas
Banda da frequência: 2,9 … 3,1 GHz
(bande E/F)
Intervalo de repetição
de pulsos (PRT):
Freqüência de repetição
de impulsos (PRF)
:
≈ 380 Hz
Largura de pulso (τ): 3 · 13 µs
Período de recepção:
Período de descanso:
Potência de pico: 700 kW
Potência média:
Alcante maximo: 510 km
Resolução da distância:
Precisão:
Largura do feixe em azimute: β 1,5° (ε 1,3° - 3,6°)
Número de impulsos recebidos:
Velocidade de
rotação da antena:
10 s
MTBCF:
MTTR:

TRS-2215

O TRS-2215 é um radar de defesa aérea 3D de uma família de radares de banda E/F da Força Aérea Francesa. Utiliza uma varredura eletrônica em ângulo de elevação e foi desenvolvido a partir do localizador de elevação SATRAPE.

A antena do radar primário consiste em duas antenas lineares dispostas verticalmente, que são alimentadas por dois divisores de potência e assim formam um diferencial e um canal de soma. Cada um dos dois conjuntos de antenas contém elementos radiantes que emitem radiação circularmente polarizada. As duas vias de recepção separadas permitem uma função de monopulso em ângulo de elevação. Os deslocadores de fase controlados digitalmente entre os elementos da antena e as linhas de alimentação correspondentes controlam a direcção do feixe.

O transmissor é uma série de amplificadores de potência. Ele usa um amplitron como estágio de saída. Isso permite o uso de compressão de pulso e uma freqüência de transmissão (agilidade de freqüência) que varia de um pulso de transmissão para o próximo.

Os canais receptores incluem circuitos de protecção contra interferências e circuitos de controlo de três ângulos. O sistema MTI programável processa os sinais recebidos dos três feixes inferiores. O extrator de alvo processa os sinais do radar primário e secundário e os prepara para o subseqüente reconhecimento do alvo controlado pelo processador. Este reconhecimento de alvo também calcula a altitude alvo e filtra os sinais alvo utilizáveis a partir dos sinais de entrada para uso posterior. A unidade gera os dados em formato digital para transmissão dos caminhos de destino para um CRC remoto. Os monitores e unidades de visualização também contêm controles para o controle remoto do radar.

O TRS 2215 está incluído na lista de entrega do sistema de vigilância do espaço aéreo francês Strida (Système de traitement et de représentation des informations de défense aérienne).

TRS 3030

O mesmo radar com antena ampliada para uma instalação móvel fixa é produzido sob a designação TRS-2230. Pode ser completamente controlado remotamente a partir de um posto de comando.


Sponsors: