www.radartutorial.eu www.radartutorial.eu Noções básicas de radar

Transmissão de downlink

O quadro de transmissão de downlink é reenviado em intervalos regulares pela aeronave por um período de tempo específico, a uma taxa nominal de 1 Hz. Inclui a transmissão do Extended Squitter - a transmissão não solicitada de relatórios posicionais. O sistema „depende“ de outros sistemas de aeronaves, como um codificador barométrico e equipamento GPS para os dados de posição.

O preâmbulo do downlink do Modo S permite uma sincronização com um relógio para decodificar o Data Block, que é codificado com a Modulação de Posições por Pulso (PPM). O formato de dados de uma mensagem ADS-B é o número do formato DF17. O conteúdo do campo de dados DF é o número decimal 17, no código binário 10001b.[1]

Preâmbulo
Bloco de dados
5
3
24 bits
56 bits
24 bits
DF
CA
AA
Dados ADS-B
PI
clock

Figura 1: Bloco de dados de uma mensagem ADS-B

Bloco de dados de uma mensagem ADS-B
Preâmbulo
Bloco de dados
5
3
24 bits
56 bits
24 bits
DF
CA
AA
Dados ADS-B
PI
clock

Figura 1: Bloco de dados de uma mensagem ADS-B

Bloco de dados de uma mensagem ADS-B
Preâmbulo
Bloco de dados
5
3
24 bits
56 bits
24 bits
DF
CA
AA
Dados ADS-B
PI
clock

Figura 1: Bloco de dados de uma mensagem ADS-B

Os três bits a seguir (chamados “Capability” ou “CA”) são o número do subtipo da mensagem ADS-B. O comprimento de 3 bits fornece oito tipos diferentes de relatórios. Os próximos 24 bits são o endereço individual da aeronave (ICAO). O próximo campo de dados de 56 bits é o portador do relatório ADS-B, dependendo do conteúdo do campo “CA”.

Este relatório pode incluir:

Os últimos 24 bits são o código de detecção de erros (Parity Information, PI).

Transmissão de informações de tráfego (TIS-B)

A Transmissão de Informações de Tráfego (TIS-B) é usada por equipamento terrestre de aeródromo, exemplo os tratores Follow-me-Car ou de aeronave.[2] A mensagem usa a mesma estrutura que o ADS-B, mas o formato é denominado DF18 em vez de DF17. Este designador de formato destina-se a suportar a transmissão de mensagens ADS-B squitter estendidas por dispositivos não transponder, isto é, eles não são incorporados no transponder Mode S de uma aeronave. Esse formato separado é usado para identificar claramente esse caso sem transponder e impedir que os interrogadores do Modo S tentem interrogar esses dispositivos.

preview of a flyer for a real example of a virtual radar
(Clique para ampliar: PDF = 235 kByte
Figure 2: preview of a flyer for a real example of a virtual radar

SBS-1

As informações do squitter podem ser recebidas e mostradas como um radar em tempo real na tela do PC das aeronaves equipadas com modo S / ADS-B no espaço aéreo imediatamente em torno de sua casa. Esse receptor está descrito em www.javiation.co.uk. Muitos usuários deste receptor ADS-B estão associados ao www.virtual-radar.de.

O tráfego em torno de Zurique é representado na internet em radar.zhaw.ch, com base em uma tese de diploma da escola de engenharia suiça em Zurique. As „informações de radar“ mostradas são originadas nos relatórios „squitter“ do ADS-B.

Fonte:

  1. ICAO Annex 10, Volume IV, 3.1.2.8.6 EXTENDED SQUITTER, DOWNLINK FORMAT 17, (p. 72)
  2. ICAO Annex 10, Volume IV, 3.1.2.8.7 EXTENDED SQUITTER/SUPPLEMENTARY, DOWNLINK FORMAT 18, (p. 77)